Terça à Domingo | 08:30 às 18:00
Conheça nossa história.

Tudo começou em 1980, quando através do programa do governo "O Petróleo é nosso", procurava-se por possíveis poços de petróleo no interior do país. Em Nova Prata, o poço foi perfurado na localidade de Linha Garibaldi. Depois de algum tempo, a empresa pratense Fonte Nova, com atividades de perfuração de poços artesianos, se interessou em pesquisar o poço e, com as informações geológicas, descobriu que havia água termal na região.

Os proprietários da Fonte Nova, Nelson Luiz Salvador e Fábio Boff, seguiram firme na ideia de exploração. Foi então que, com autorização da Prefeitura Municipal de Nova Prata, iniciou-se a perfuração do primeiro poço, na Cascata da Usina. Foram quatro tentativas até a descoberta da água termal: na primeira, o equipamento quebrou há uma profundidade de 300 metros. Na segunda e terceira, novamente a broca de perfuração quebrou e o poço foi perdido. Na quarta tentativa, com auxílio de uma máquina de maior capacidade de perfuração, a água termal jorrou de uma profundidade de 620 metros (confirmar). Neste espaço foi instalada uma piscina de fibra para testes de viabilidade para futura exploração e instalação de um complexo de água termal. A ação deu certo e atraiu diversas pessoas ao local. Foi então que começou a construção do empreendimento com a empresa Terraplanagem Salvador. Primeiro, buscando oficializar junto aos órgãos responsáveis a exploração da água e depois obtendo as licenças necessárias.

Em 16 de maio de 2003, foi inaugurado o complexo, que era composto por duas piscinas abertas e o prédio principal. O evento contou com a presença de muitas autoridades, inclusive o então governador, Germano Rigotto.

Em 2004, foi perfurado o segundo poço (Poço Santa Bárbara) para abastecer as futuras instalações do complexo coberto. Em julho de 2005, foi aberto ao público mais cinco piscinas cobertas de água termal. Em meados de 2006, começou a funcionar o SPA, com diversos serviços em terapias e tratamentos em banheiras de água termal.

Poço da Aventura – o primeiro a ser perfurado. Possui 636 metros de profundidade e 25 m³/hora de água.

Poço Santa Bárbara – o segundo a ser perfurado. Possui 714 metros de profundidade e 40m³/hora de água.